Consumidores satisfeitos com trabalho do Inadec
O Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (Inadec), na província do Cunene, resolveu vinte e cinco das 28 reclamações registadas de Janeiro a Junho do corrente ano, de clientes que se sentiram lesados nos seus direitos de consumidores.

As reclamações na província, mais 15 em relação a igual período de 2018, incidem sobre a comercialização de produtos expirados e o não reembolsos dos valores por parte de comerciantes.

A informação foi avançada quarta-feira, em Ondjiva, pela directora provincial do Comércio, Teresa da Costa, referindo que as outras três reclamações que apresentam assunto mais complexo foram transferidas para os Serviços de Investigação Criminal, para o devido tratamento.

Segundo a fonte, o trabalho do Inadec tem surtido efeito pelo esforço em sensibilizar os cidadãos e a obrigação aos comerciantes da inclusão do livro de reclamações está na base do aumento das reivindicações por parte dos consumidores, quando sentem-se violados nos seus direitos.

Teresa da Costa fez saber ainda que o Inadec arrecadou no período em análise, 934 mil e 600 kwanzas, resultante do pagamento de cinco multas, derivada de 10 infracções ligadas o uso de alvará caducado, o não pagamento de impostos de selo e a falta de livro de cálculos.

Teresa da Costa sublinhou que a instituição realizou 11 acções educativas a nível dos mercados e nas instituições de ensino que permitiu sensibilizar 107 pessoas sobre os seus direitos do consumidor.

Fonte: Angop

REAÇÕES

COMENTÁRIOS