Conselheiro da UNITA na ERCA renuncia cargo após vitória de Adalberto Júnior
O conselheiro da UNITA na Entidade Reguladora da Comunicação em Angola (ERCA), Carlos Alberto, renunciou o cargo, após a eleição do novo Presidente, declarando desonestidade por parte de Adalberto Júnior e dos delegados ao congresso.

Anúncio

Anúncio

Carlos Alberto, que felicitou Adalberto Costa Júnior pela eleição ao cargo de presidente da UNITA, disse, que pensava que os delegados ao Congresso da UNITA defendessem os valores da pátria acima de interesses pessoais.

“Felicito o senhor Adalberto Costa Júnior pela eleição ao cargo de Presidente da UNITA. Sempre pensei que os delegados ao congresso da UNITA defendessem os valores da pátria acima de interesses pessoais (bens materiais), mas eles são soberanos nas suas escolhas" referiu.

"Fiz uma denúncia pública que prova haver desonestidade por parte do novo Presidente da UNITA Adalberto Costa Júnior. Não é isso que eu defendo para Angola" declarou acrescentando que  Afinal, a UNITA não defende valores que este pensava.

"Tal como tinha prometido, na segunda-feira, 18, às 10h, estarei na portaria da Assembleia Nacional a entregar a minha carta de renúncia ao cargo de Conselheiro da Entidade Reguladora da Comunicação Social Angolana (ERCA)" garantiu Carlos Alberto.

Convidou também os órgãos de comunicação social a estarem presentes para testemunhar o acto de renúncia ao cargo de Membro do Conselho Directivo da ERCA, com efeitos imediatos, tal como diz a Lei n.°2/17, de 23 de Janeiro, a Lei da ERCA.

Fonte: Correio da Kianda

REAÇÕES

COMENTÁRIOS