Colégios são levados à barrada do Tribunal por aumentar preço da propina
Os Colégios Fermas, Luanda Internacional School e o Colégio Angolano de Talatona, foram levados a barra do Tribunal pela a Associação Angolana de Defesa do Consumidor (AADIC), por aumentarem de forma ilegal as propinas.

A AADIC deu entrada na segunda-feira, 08, no Tribunal Provincial de Luanda, uma providência cautelar contra os Colégios Fermas, Luanda Internacional School e o Colégio Angolano de Talatona, por aumentarem de forma abismal o preço das propinas para este ano lectivo. E no Ministério Público, e dará entrada ainda esta semana da petição inicial. 

De acordo o jurista Jordan Coelho, da AADIC, os três colégios não tiveram autorização do Ministério das Finanças para alteração do preço das propinas e outros emolumentos.

 “O Colégio Fermas aumentou o valor das propinas a 97%, totalmente ilegal. O Colégio Luanda Internacional School , quer o Colégio Angolano de Talatona, cobram mouras que são consideradas absurdas”, disse Jordan Coelho, mostrando-se arrepiado pelos “colégios cobrarem três mensalidades numa só prestação e, o facto dos estudantes serem expostos à ridículo nos dias 10, 15” por não pagarem a propina.

REAÇÕES



COMENTÁRIOS