Cofre de Previdência da Polícia <alvo> de investigação
O Cofre de Previdência do Pessoal da Polícia Nacional (CPPPN), esta a ser alvo de investigação, segundo informou a fonte da Angola-Online.

Segundo a nossa fonte, há pelo menos duas semanas que as altas chefias do Cofre de Providência do Pessoal da Policia Nacional (CPPPN) não têm acesso livre aos seus gabinetes de trabalho. 

A fonte fala de um certo “bloqueio”, que chegou a afectar o pessoal da limpeza, e justifica que o mesmo deve-se em “consequência de um minucioso inquérito à gestão de Luís Alexandre naquela instituição mutualista”.

“O “bloqueio” do acesso aos gabinetes de trabalho da alta hierarquia do CPPPN e a colocação das instalações sob vigilância policial 24 horas ao dia, tendo sido arredada desta função uma equipa de seguranças pertencente ao vasto império de empresas criadas dentro da instituição”, pode-se ler na matéria publicada pelo portal AngoNoticias, cintando o “O Pais” como fonte. 

Na primeira quinzena deste mês, por ordem do “mando superior da Polícia Nacional”, os responsáveis, inclusive o presidente do Cofre, terão sido intimados a entregar as chaves dos gabinetes, enquanto durante certo tempo até ao pessoal de limpeza contratado para a manutenção das instalações chegou a ser proibido de lá entrar. 

De salientar que o comissário Luís Alexandre, apresentou na semana passada, o seu pedido de renúncia, após 13 anos a frente da instituição.

REAÇÕES

COMENTÁRIOS