Cidadão mata próprio pai por causa de relógio
O cidadão nacional, de 29 anos de idade, Manuel Gaspar, matou à catanada o seu próprio pai de 63 anos, ambos residentes em Ndalatando, no Cuanza Norte, supostamente para se apoderar de um relógio da vítima.

Segundo o SIC, no Cuanza Norte, o crime que resultou na morte imediata de Gaspar Calombo, ocorreu na última quarta-feira, 09, quando o jovem usou uma catana de fabrico artesanal para golpear o progenitor que não resistiu aos ferimentos.

De acordo com o porta-voz do SIC, Adão Morais, o cidadão acusado pelo crime de homicídio qualificado, foi detido de imediato e explicou que a acção foi motivada por causa de um relógio de pulso, pertencente ao malogrado.

Adão Morais disse igualmente que, o homicida declarou durante os interrogatórios que, cometeu o referido crime porque se encontrava em estado de embriaguez, acrescentado que o acusado já foi presente ao magistério do Ministério Público, junto do SIC local.

Angola-Online sabe que em Agosto do ano em curso, um jovem foi detido pela Polícia Nacional, na província do Cuanza Norte, por ter esfaqueado mortalmente o seu próprio pai, por causa de um desentendimento provocado por uma parcela de terra (terreno).

Fonte: Novo Jornal Online

REAÇÕES

COMENTÁRIOS