Castigo do 1º D´Agosto impede viagem de Capita ao Brasil
O clube desportivo 1º De Agosto, impediu nesta quarta-feira, a viagem do avançado Osvaldo Capemba mais conhecido por Capita, ao Mundial sub-17 em Brasil, por ter recusado a participar dos jogos das Afro-taças e do Girabola 2019.

Concentrado no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro com o grupo, o atleta viu-se impedido de viajar por indisciplina, de acordo com o presidente do clube 1º de Agosto Carlos Hendrick.

Em declarações à Rádio 5, o responsável alega que a integração do atleta de 17 anos na selecção nacional seria demonstração de fraca autoridade da colectividade e abriria precedente relativamente aos restantes jogadores.

De acordo com o dirigente do clube, tendo se recusado a jogar no Girabola 2019 e nas Afro-taças, o atleta cometeu um acto de indisciplina, agravado com a sua saída da academia sem autorização.

Sobre a questão, o presidente da Federação Angolana de Futebol, Artur de Almeida e Silva, afirmou que, num encontro, antes da hora do embarque, o 1º de Agosto assumiu a retirada do atacante do combinado nacional junto do Ministério da Juventude e Desportos.  

O jogador, com quatro golos, foi o melhor marcador da selecção Sub-17 no Campeonato Africano da categoria, que se disputou em Abril deste ano na Tanzânia, prova em que Angola ficou na terceira posição e obteve o passe para o mundial do Brasil, a decorrer entre 26 de Outubro a 17 de Novembro.

Fonte: Angop

REAÇÕES

COMENTÁRIOS