Bornito de Sousa: “70% da população angolana vive em áreas urbanas”
A afirmação foi feita na quarta-feira, em Luanda, pelo ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa, durante a sessão de abertura da Assembleia Geral da UCCLA. Segundo o ministro, mais de 60 porcento da população angolana vive nas cidades e áreas urbanas.

Durante a sua explanação, Bornito de Sousa disse que “a citação do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, de que “a vida faz-se nos municípios”, significa que as atenções da governação no domínio da criação de infra-estruturas, prestação dos serviços públicos essenciais e da melhoria dos índices de desenvolvimento humano, devem ser canalizadas onde residem os cidadãos, espelha bem este facto”.

Por outro lado, o ministro Bornito de Sousa, garantiu que teve início a apreciação da legislação sobre as bases do poder local que, nos termos da Constituição e da realidade angolana, engloba as autarquias locais, as autarquias tradicionais e outras formas de organização dos cidadãos.

Lembrar que a UCCLA é uma associação intermunicipal, sem fins lucrativos, que assume a missão de contribuir para o desenvolvimento e o bem-estar das suas populações e foi fundada a 28 de Junho de 1985, e tem oito cidades, nomeadamente Bissau, Lisboa, Luanda, Macau, Maputo, Praia, Rio de Janeiro e São Tomé/Água Grande.

Angop

REAÇÕES

COMENTÁRIOS