Benguela precisa de mais de três mil professores
A informação foi avançada pelo director do gabinete provincial de Educação, Ciência e Tecnologia, Evaristo Calopa Mário.

Para o presente ano lectivo, a província de Benguela precisa de mais de três mil professores, atendendo o número de estudantes. O que pode contribuir para que muitas crianças fiquem fora do sistema de ensino por falta de professores.  

Segundo Evaristo Calopa Mário, a insuficiência orçamental para o sector da educação tem penalizado a província, e para este ano, “o cenário não será diferente porque foram alocados apenas 114 milhões de kwanzas, quando o levantamento de necessidades indica, 1.000.980.000,00 Akz.”

Outra razão que inquieta o responsável, é o número reduzido de salas de aulas. 

Texto: Igor Silva Fonte: O País.

REAÇÕES



COMENTÁRIOS