Arguidos devolvem dinheiro desviado
O sub-procurador geral da República titular da Huíla, Hernâni Beira Grande, assegurou nesta segunda-feira, no Lubango, que os dois mil milhões, 408 milhões, 85 mil, 343 kwanzas e 75 cêntimos, desviados do Gabinete Provincial da Educação, no período de 2012 a 2014, já foram devolvidos pelos arguidos implicados no processo e depositados nas contas do Estado.
Imagens de arquivos

O valor era destinado a pagamentos referentes as dívidas de 2003, 2006 e 2010. No caso são arguidos o ex-director provincial da Educação, Américo Chicote, o ex-secretário geral do governo da Huíla, António Ndasyndondio e o ex-delegado das finanças, Sousa Dala.

“Quando um arguido repara os danos que causou, naturalmente que se altera a medida de coação inicialmente aplicada”, frisou Hernâni Beira Grande à imprensa à margem da abertura do programa comemorativo dos 40 anos da institucionalização da Procuradoria Geral da República (PGR).

O valor serviria para a pagamento de subsídios de exame e de chefia no sector da Educação na região, quantia que alguns professores no período acusavam o Governo de ter extraviado para fins inconfessos.

Fonte: Angop

REAÇÕES

COMENTÁRIOS