Apenas 28% dos professores de inglês em Angola estão capacitados
A maior parte dos professores de Língua inglesa em escolas públicas não tem a necessária qualificação para dar aulas, afirmou ontem, em Luanda, a ministra da Educação, destacando haver apenas 28 por cento de docentes habilitados, de um universo de 1.886.

P U B L I C I D A D E

P U B L I C I D A D E

Ao falar na abertura do seminário de capacitação de formadores e professores de Língua inglesa, Ana Paula Elias disse que o domínio pedagógico do inglês contribui para o desenvolvimento de competências profissionais, centradas na melhoria do desempenho dos trabalhos em sala de aula.

A governante sublinhou que as estratégias e técnicas modernas do ensino de inglês são uma forma de promover a aprendizagem efectiva que permite ao aluno usar o idioma para fins diversos.

A capacitação dos docentes, frisou a ministra, está enquadrada nos objectivos do Programa Nacional de Formação e Gestão do Pessoal Docente, aprovado pelo Decreto Presidencial número 205/18, que define e proporciona aos docentes em serviço, oportunidades para desenvolver competências profissionais.

De acordo com a previsão do Plano de Desenvolvimento Nacional até 2022, mais de 25 mil professores em serviço vão concluir o programa de formação contínua para a melhoria e actualização de competências.

O 1.º secretário da Embaixada Britânica em Angola, David Hinchin, disse que o programa visa melhorar a qualidade do ensino da Língua Inglesa, facilitar a literacia digital, ajudar os jovens na empregabilidade, entre outros.

Durante 10 dias, professores de Língua Inglesa provenientes das 18 províncias vão aperfeiçoar os níveis fonéticos, sintácticos, morfológicos e de novas metodologias de ensino.

Fonte: JA

REAÇÕES

COMENTÁRIOS