Mais de 700 antigos trabalhadores angolanos na extinta República Democrática Alemã, vão manifestar hoje e amanhã durante 6 horas nas ruas de Berlim, a concentração dos manifestantes será defronte a embaixada dos Estados Unidos da América, na Alemanha.

Os ex-trabalhadores angolanos exigem o pagamento dos seus ordenados e respectivas indemnizações.

Os angolanos sentem-se que foram enganados pelo governo angolano, por isso apelam a comunidade africana residente em Berlim aderirem à marcharem a fim que se faça justiça no processo que desde 2011 anda parado, data em que foi celebrado um acordo entre a Comissão dos Ex-trabalhadores e o Ministério da Administração Pública, Emprego e Segurança Social da Angola. 

Os angolanos vão protestar num momento em que o presidente Norte-americano, Barack Obama, vai estar em visita na capital alemã.

A última manifestação realizada pelo grupo de ex-trabalhadores angolanos foi em Bruxelas na sede da União Europeia.

O mesmo cenário de abandono vivem os ex-trabalhadores angolanos na extinta Checoslováquia, que há muito lutam para receberem os seus ordenados e serem inseridos na segurança social.

De lembrar que os ex-trabalhadores angolanos foram enviados nos anos 80 para antiga RDA, com objectivo de trabalharem em indústrias e na agricultura no âmbito de um acordo entre o governo Angolano e a extinta República Democrática Alemã.

REAÇÕES

1
0
0
0
0
0
0
1

COMENTÁRIOS