Angola vai deixar de usar petróleo para pagamento de dívidas
De acordo com o Presidente da República, João Gonçalves Lourenço, o país vai deixar de oferecer petróleo como garantia das linhas de crédito negociadas com outros estados, nomeadamente a China, Brasil e Israel.

“O volume (de aprovisionamento de petróleo) tem disso elevado nos últimos anos porque Angola negociou créditos com a China para a construção de estradas, pontes e outras infraestruturas. O volume de petróleo que exportámos para a China foi igual ao nível da dívida com a China”, afirmou João Lourenço.

O presidente República assinalou que os anteriores acordos assinado com a China estão desatualizados e que Angola que alterá-los. 

“Isto não vai acontecer apenas com a China, mas também com os outros dois países com os quais temos meios de pagamento semelhantes, nomeadamente o Brasil e Israel. Queremos deixar de fazer este tipo de pagamentos quando recebemos linhas de crédito com o petróleo como colateral (garantia). Vamos deixar de usar o petróleo como principal garantia para as dívidas”, declarou João Lourenço. 

Em setembro do ano passado, a consultora Fitch Solutions alertou para os riscos do modelo de empréstimos pagos com petróleo, muito usado pela China no financiamento a África, nomeadamente a Angola.

Fonte: Ver Angola

REAÇÕES

COMENTÁRIOS