Agentes da Polícia de Migração Estrangeira são expulsos por vender armas
Quatro agentes da polícia de Migração Estrangeira da região sul, foram condenados a quatro anos de prisão efectiva, dois dos quais expulsos da corporação, por venderem sete armas de fogo.

Os quatro agentes foram detidos no mês de Dezembro do ano passado, na província da Huíla, pela venda de sete armas de fogo, e hoje foi lida a sentença final do caso chamado de “sete”. 

No caso está implicado um inspector da Polícia de Migração Estrangeira, que segundo informações, era o líder do negócio ilegal.

Fonte: TV Zimbo

REAÇÕES

COMENTÁRIOS