Racismo é discutido em encontro no Cazenga
O Projecto UBUNTU chega a 10ª edição dos Diálogos Culturais com o tema “Epistemologia do Racismo”, a partir das 10 horas, na Mediateca do Cazenga, em Luanda.

O evento será realizado no sábado, 28 de Julho, e terá a participação de Filipe A. Vidal (Historiador Antropólogo); Isidro Fortunato (Afrokrata); Indira Mateta (Activista Social) e Mbanza Hanza (Activista Sócio-cultural).

As entregas estão a ser comercializadas no valor de 1000Kzs, com direito a água, sumos naturais, kissangwa, quitutes da terra e serão sorteados 8 livros Afrocentrados de autores angolanos.

O encontro vai proporcionar depoimentos de pessoas que foram vítimas de racismo na escola, no trabalho, na família, no estrangeiro, em relacionamento ou qualquer meio social. Além disso, vai ajudar a desmistificar a ideia do racismo inverso, vamos na base do racismo desde o científico, o institucional, o estrutural, o epistêmico e todas as demais formas de racismo actuante.

“É preciso enfrentar o problema e falar sobre ele para que sejam encontrados caminhos que nos levem à superação do racismo e todos os males a ele relacionados”, diz Meck Mateus, editor da Angola-Online, sendo também o nosso portal parceiro do Projecto UBUNTU.

Para tornar o evento mais actrativo, o momento cultural estará a cargo de Balta Baltazar Batalha Balta Psick, Sonetho, DNXL, Sentinela e outras surpresas. 

Com o objectivo centrado nos valores das comunidades africanas, o Projecto UBUNTU, procura consolidar os valores de solidariedade, lealdade, irmandade, a fim de elevar o espirito de partilha nas comunidades e torna-las sustentáveis.

Redacção e Portal Kilamba

REAÇÕES

COMENTÁRIOS