Luz de ecrã diminui inteligência das crianças
As crianças que passam mais de duas horas por dia a frente de um ecrã têm menor capacidade de aprendizagem que outras que limitam essa exposição, alertam cientistas.

De acordo com um estudo realizado na Universidade de Ottawa, Canadá, onde acompanhou cerca de 4.520 crianças entre os 8 e 11 anos, em média, estas crianças passavam 3,6 horas por dia agarradas a um ecrã, entre telemóvel, tablet, computador, televisão. 

E verificou-se que depois de efectuados testes cognitivos à linguagem, memória, reacção, concentração, mais de duas horas por dia em frente a um ecrã diminui a inteligência das crianças.

"Percebemos que mais de duas horas de tempo recreativo em frente a um ecrã resulta num pior desempenho cognitivo nas crianças", revelou um dos investigadores do estudo.

Angola-Online sabe que, pedagogos e cientistas estão, no entanto, a fazer cada vez mais advertências sobre esta questão, apontado para consequências que vão desde dificuldade de concentração até ao vício.

SIC noticias e Redacção

REAÇÕES

COMENTÁRIOS