LS mantém-se em silêncio e nem sequer dá apoio aos familiares das vítimas da tragédia
Aquele que seria um dos maiores espectáculos realizado no país, organizado pela Ls Republicano e transmitido pelo canal televisivo Afro Music Channel, em 35 países, e contou com mais de 35 músicos da actualidade.
Simulação

E teve lugar no estádio São Filipe, em Benguela, um recinto com capacidade de albergar 8 mil pessoas, mas que por sinal acolheu mais de 15 mil espectadores, segundo informações dadas pela organização na antevisão do espectáculo.

Mas infelizmente o que seria um dia de festa, acabou em tragédia, pelo menos 8 pessoas morreram por asfixia, mais de 50 ficaram feridas e várias mulheres foram violadas sexualmente.

Das 8 vítimas mortais, 5 já foram identificadas pelos seus familiares, que dizem não terem recebido apoio por parte da organização do evento que até ao momento mantém-se calada perante este cenário de angústia.

Em declarações à rádio Despertar, um dos familiares das vítimas revelou que ‘’nenhum dos membros da organização está acompanhar o processo de identificação dos cadáveres.’’ Os familiares exigem que sejam indemnizados bem como prometem levar o caso ao tribunal. 

 A Ministra da Cultura, Carolina Sequeira, em conferência de imprensa, lamentou pelo sucedido e mostrou-se solidária com as famílias das vítimas, bem como, confirmou os relatos de violações sexuais e de pessoas que acabaram por ficar deficiente fruto da tragédia.

Carolina Sequeira, avançou a possibilidade da organização do referido evento não reunir as devidas condições para a realização da mesma, e fez saber que já foi criada uma comissão para apurar as causas da tragédia.

As informações dadas pela ministra, em conferência de imprensa, sobre a possibilidade da organização não ter garantido as condições, contrasta com as informações fornecidas pelo coordenador e realizador do evento Nino Republicano, em conferência de imprensa, antes da realização do espectáculo, onde garantiu na altura que estavam criadas as condições para realização da actividade, com asseguramento da Policia Nacional, Corpo Nacional de Protecção Civil e Bombeiros e dos Serviços de Emergência.

O Ministro do Interior, Angelo da Veiga Tavares, deu a conhecer que já foi aberto um inquérito para investigar as reais causas da tragédia, e prometeu dentro em breve esclarecer o assunto.

Nós baixamos indicações que imediatamente estão ser apuradas as causas, e quando tivermos resultados viremos ao público pronunciar com mais propriedade", disse o Ministro.

O evento tinha por objectivo ajudar o Executivo na mobilização da juventude em aderir ao registo eleitoral, processo que conduzirá o país às próximas eleições.

REAÇÕES

COMENTÁRIOS