Em busca pela fama kuduristas ficam frustrados
A luta para sentar na primeira cadeira da fama tem influenciado muitos kuduristas apostarem na banalidade e consequentemente caírem na frustração, segundo Lil Pasta.

O kudurista, em conversa com a Angola-Online, culpabiliza alguns órgãos de comunicação social pelo imediatismo e frustração dos kuduristas que são capazes de fazer tudo para ficar famoso.

“As TVs, rádios e sites devem parar de divulgar as besteiras dos kuduristas. Se uns têm esta prática e são convidados em programas de maior audiências, é claro que, motiva os outros”, chama atenção Lil Pasta, sem deixar de fora o canal dedicado ao estilo criado por Toni Amado e Sebem.

“O canal BE Kuduro devia mostrar a realidade do kuduro, as batalhas dos kuduristas para conseguir dinheiro e gravar uma música ou ir na TV, é um canal que espelha a futilidade, prova disso é o espaço de confronto, onde fala-se mal dos outros.”

Para o kudurista Lil Pasta, o estilo musical kuduro em termos de avanços e qualidade teve apenas na produção, porque os kuduristas ficaram parados no tempo e espaço. 

“Os produtores deram um grande passo, já estão no nível dos melhores produtores doutros estilos, mas os músicos (kuduristas) decaíram muito e fazem coisas que daqui alguns anos, eles e seus filhos, vão sofrer bullying”, observa.

REAÇÕES

COMENTÁRIOS